Olá! Sou eu de volta. Quase dois anos depois do meu último post.

Primeiro, vou falar do que tem acontecido na minha vida: Vou casar, estou montando minha casa, continuo atendendo na clínica, sigo com meus (muitos) problemas no atendimento público e também no privado. Não acho que mudei minha atitude frente aos pacientes, não acredito que fiquei mais frio nem mais fechado como muita gente supõe que acontece com o profissional do nosso ramo.

               Estou mais experiente, lógico. Com o tempo, vamos ficando mais sábios, não é? De pessoas mal-intencionadas a conflitos emocionais/familiares associados ao câncer, a convivência com esses dramas faz com que você fique mais… eficiente (será essa a palavra? Não sei…) em resolver muita coisa que não está descrita nos livros. Só vivendo o que a gente vive para aprender a lidar com esse tipo de problema.

               Continuo jogando vídeo-game (acho que nunca falei isso), continuo sendo bobo com minha noiva, com meus amigos. Continuo cuidando dos meus 5 cachorros e dois gatos. São essas pequenas coisas que me fazem permanecer “são”. Perdi um dos meus queridos amiguinhos recentemente (vai com Deus Arnaldinho), mas a vida segue em frente. Eu, mais que todos, deveria saber disso ,não é?

               Até hoje não sei exatamente o motivo que me fez parar de escrever. Acho que é tempo. Não que minha vida seja absurdamente corrida, mas o tempo que tenho acabo sempre usando para meus hobbies, família e amigos. Na época, escrever era muito bacana, mas com o tempo você vai cansando um pouco. O que me animava era o retorno das pessoas que liam os textos. Era sempre positivo. Não eram muitos, mas muito significativos.

               O que me faz pensar em retornar? Depois de muito tempo resolvi dar uma olhada no site. Surpreendi-me com uma série de comentários esperando minha aprovação. Gente elogiando, criticando, pedindo informação… e o mais impressionante: o volume de visitas não só como cresceu como TRIPLICOU no período. Sem eu escrever NADA.

               Isso me fez pensar bastante. O que escrevi talvez tenha algum impacto, e aparentemente em um grupo crescente de pessoas. Com isso em mente, meio que me sinto responsável em continuar. Vou tentar, pelo menos.

               Não me deixem parar, ok?

 

Bruno

 

P.S: Ah! Uma ultima coisa. Peço desculpas a todos que me enviaram perguntas e que não respondi. Tentarei reparar minha falta daqui para a frente.

Comentários
  1. Martha Rocha diz:

    A parte dos cinco cachorros foi muito interessante. Senti muito a falta dos post do senhor. Sempre me ajudou muito. Trabalho com oncologia na veterinária e seus comentários iluminavam também as minhas dúvidas e pensamentos. Que bom que voltou.

  2. Míriam diz:

    Descobri a uma semana, que uma pessoa próxima, esta com câncer no estômago, com metastase avançada, a dor e a incerteza tem me assolado, são madrugadas acordada, pensando, pesquisando, meditando,que bom que te encontrei, li todos os seus post e te adorei a primeira vista! Espero que me ajude a esclarecer as muitas dúvidas que surgem a cada dia! Abraços!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s