O que aprendi com o paciente oncológico:

Posted: Agosto 7, 2011 in oncologia, qualidade de vida
Etiquetas:, , ,

Esse vai ser um post diferente.

Em vez de explicar coisas sobre o câncer, vou colocar o que eu aprendi com meus pacientes:

Aprendi que devo tentar manter meu humor mesmo nas horas mais difíceis. Eu sei que nem sempre consigo, mas tudo se resolve melhor quando se tem um sorriso no rosto

Aprendi que devo ser perseverante, mesmo quando as pessoas à sua volta te dizem que as coisas irão dar errado

Aprendi que devo lutar pelo sucesso, mesmo quando as chances dele ocorrer sejam “oncológicas”

Aprendi que os problemas que vivemos no dia a dia, nossas briguinhas, nossos egos, nossas ambições frustradas, são obstáculos ínfimos à nossa felicidade. A maioria de nós não sabe o que é viver com um problema de verdade.

Aprendi que pessoas em situações muito piores que a minha (financeira, psicológica, social) podem e fazem o bem de maneiras que eu nunca imaginaria. Que podem se doar sem esperar nada em troca, mas mesmo assim são recompensadas com gratidão e paz de espírito

Aprendi que posso ser sereno mesmo vendo crises e turbulências no meu caminho

Aprendi a curtir a vida, pois a qualquer momento ela pode nos dar uma rasteira. Quero olhar para trás e não ter arrependimentos.

E por ultimo, aprendi que devo ser humilde. Por mais importantes que possamos vir a ser, no fim somos criaturas muito frágeis, e dependemos uns dos outros para sermos felizes, especialmente nos momentos atribulados.

Oncologia é uma aula de humildade.

About these ads
Comentários
  1. Texto GENIAL. Concordo em gênero, número e grau. É isso aí…

  2. Mariana Manuchaguian diz:

    Simplesmente PERFEITO!!!!!

  3. ainho diz:

    Falou tudo Bruno, e muito bem! Te admiro muito. Você sempre mostrou ser uma pessoa competente em tudo o que faz, sempre animado e sempre uma cara extremamente positivo e isso faz toda a diferença na área em que você atua. Parabéns, e continue sempre assim meu chapa ;)

  4. Maikol diz:

    Bruno assisti a um vídeo neste fim de semana que complementa o seu POST. Vou colocar aqui pra vc dar uma olhada. Parabéns. Abraço.

  5. guelllermo diz:

    Muito bom o post, Brunão. “A maioria de nós não sabe o que é viver com problemas de verdade”. Concordo muito com esta parte, faz a gente ter mais gratidão pelas coisas “pequenas” na vida. Parabéns!

  6. Scheila Wolschick diz:

    Uma lição a cada dia… parabéns pelo texto!

  7. ”somos criaturas muito frágeis”.
    A vida é muito frágil, um dia dormimos saudáveis e no outro acordamos doentes.
    A lição diante desse fato imutável é viver a vida, parar de nos preocuparmos com as pequenezas e valorizar o que é importante: a família e os amigos.

  8. Ana diz:

    poxa, muito legal o teu texto, muito bem feito.
    Me ajudou a não desistir do meu sonho, parabéns!

  9. Eliane Veigas diz:

    DEFINIÇÃO DE SAUDADE

    Como médico cancerologista, já calejado com longos vinte e nove anos de atuação profissional posso afirmar que cresci e modifiquei-me com os dramas vivenciados pelos meus pacientes.
    Não conhecemos nossa verdadeira dimensão até que, pegos pela adversidade, descobrimos que somos capazes de ir muito mais além.
    Recordo-me com emoção do Hospital do Câncer de Pernambuco, onde dei meus primeiros passos como profissional. Comecei a freqüentar a enfermaria infantil e apaixonei-me pela oncopediatria. Vivenciei os dramas dos meus pacientes, crianças vítimas inocentes do câncer. Com o nascimento da minha primeira filha, comecei a me acovardar ao ver o sofrimento das crianças. Até o dia em que um anjo passou por mim!
    Meu anjo veio na forma de uma criança já com onze anos, calejada por dois longos anos de tratamentos diversos, manipulações, injeções e todos os desconfortos trazidos pelos programas de químios e radioterapias. Mas nunca vi o pequeno anjo fraquejar. Vi-a chorar muitas vezes; também vi medo em seus olhinhos; porém, isso é humano!
    Um dia, cheguei ao hospital cedinho e encontrei meu anjo sozinho no quarto. Perguntei pela mãe. A resposta que recebi, ainda hoje, não consigo contar sem vivenciar profunda emoção.
    – Tio, – disse-me ela – às vezes minha mãe sai do quarto para chorar escondido nos corredores. Quando eu morrer, acho que ela vai ficar com muita saudade. Mas, eu não tenho medo de morrer, tio. Eu não nasci para esta vida!
    Indaguei:
    – E o que morte representa para você, minha querida?
    – Olha tio, quando a gente é pequena, às vezes, vamos dormir na cama do nosso pai e, no outro dia, acordamos em nossa própria cama, não é?
    Lembrei das minhas filhas, na época crianças de seis e dois anos. Com elas, eu procedia exatamente assim.
    – É isso mesmo.
    – Um dia eu vou dormir e o meu Pai vem me buscar. Vou acordar na casa Dele, na minha vida verdadeira!
    Fiquei “entupigaitado”, não sabia o que dizer. Chocado com a maturidade com que o sofrimento acelerou a visão e a espiritualidade daquela criança.
    – E minha mãe vai ficar com saudades. – emendou ela.
    Emocionado, contendo uma lágrima e um soluço, perguntei:
    – E o que saudade significa para você, minha querida?
    – Saudade é o amor que fica!
    Hoje, aos cinquenta e três anos de idade, desafio qualquer um a dar uma definição melhor, mais direta e simples para a palavra saudade: é o amor que fica! Meu anjinho já se foi há longos anos. Mas deixou-me uma grande lição que ajudou a melhorar a minha vida, a tentar ser mais humano e carinhoso com meus doentes, a repensar meus valores. Quando a noite chega, se o céu está limpo e vejo uma estrela, chamo pelo “meu anjo”, que brilha e resplandece no céu. Imagino ser ela uma fulgurante estrela em sua nova e eterna casa.
    Obrigado anjinho, pela vida bonita que teve, pelas lições que me ensinaste, pela ajuda que me deste. Que bom que existe saudade! O amor que ficou é eterno.

    Dr. Rogério Brandão
    Médico oncopediatra

  10. Charles Alain Cordova Pinto diz:

    Você tocou minha emoção, parabéns pela demonstração de humanidade, o mundo e nossos pctes precisão muito disso. Sou Hematologista em Lages/SC, abç!

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s